Artigos

Foi importante eu resumir para eles o meu entendimento. Estavam cansados, magoados, necessitavam de respeito e reconhecimento. Ratificaram, se sentiram acolhidos.

Também conferi o que desejavam falar. É indispensável verificar o conteúdo que querem tratar e decidiram sobre a convivência e educação dos filhos e a empresa.

Retomaram a conversa e em um determinado momento foram duros nas palavras e colaborei fazendo um espelhamento exatamente do que diziam. Eles falavam, mas não se ouviam.

O papel do mediador é ajudar a transformar a qualidade da interação, daquela relação conflituosa, partindo de uma interação negativa e destrutiva para uma interação positiva e construtiva, explorando várias questões e possibilidades, como a de ouvir.

É natural quando estamos inseguros , confusos, temerosos, sermos reativos, defensivos, hostis, desconfiados, fechados. É necessário resgatar a interação para a melhoria do relacionamento. A qualidade e a clareza da comunicação.

Falar sobre o assunto é muito importante e mais ainda ter a capacidade de ouvir.

Realizei uma dinâmica com eles. Deixei um ‘trabalho de casa’, uma história do livro Era Uma Vez do Instituto Girasol do Brasil, para que identificassem o que tinha de negativo naquela situação e o que poderia ser observado como positivo.

Convido você a fazer o mesmo. Veja a história ao lado.

Os artigos mais lidos

Como proteger os filhos na separacao do casamento?

Como proteger os filhos na separacao do casamento?

As crianças sofrem muito mais em um casamento onde não há mais diálogo e respeito do que viver em ma...

Saiba mais
Vamos falar sobre seu futuro?

Vamos falar sobre seu futuro?

Se você deseja se destacar e criar valor para sua marca e maior competência profissional, precisa co...

Saiba mais
Quando foi a última vez que você exerceu seu amor-próprio?

Quando foi a última vez que você exerceu seu amor-próprio?

Na busca desesperada de viver um grande amor nos perdemos e acabamos convivendo com máscaras, sem au...

Saiba mais