Artigos

Todos nós precisamos que as nossas necessidades sejam atendidas, com confiança, respeito e consideração.

Como mediadora eu preciso contribuir para isso. Maria e José precisavam entender as suas necessidades e a do outro. A escuta respeitosa faz toda diferença. Ouvir para compreender sem crítica, julgamento ou diagnóstico.

Foi necessário checar com eles se compreendiam o que o outro dizia. A dor não deixa isso claro. E acabamos dizendo o que está errado no outro e não o que queremos.

Após conseguirem e entenderem as necessidades um do outro (e por vezes a própria necessidade) começamos a buscar as estratégias para atendê-las.

E fizeram, com uma linguagem positiva, de forma clara e objetiva, trazendo várias possibilidades para que ambos se sintam contemplados e satisfeitos.

Trouxeram também a preocupação quanto a sociedade, já que não estava planejada nesse novo formato e não desejavam desestruturar financeiramente a empresa muito menos descrédito no mercado. Imagem e reputação para eles era muito importante.

Combinamos que eles trariam de forma estruturada as alternativas para essa nova parceria e como seria essa convivência, já que ambos desejavam continuar na administração.

Já deixo aqui a dica de como é importante que se tenha acordado previamente como isso será resolvido para que não inviabilize a continuidade da sociedade,preservando a empresa.

Indispensável e salutar esse acordo de sócios, de convivência ou outro instrumento.

Os artigos mais lidos

Como proteger os filhos na separacao do casamento?

Como proteger os filhos na separacao do casamento?

As crianças sofrem muito mais em um casamento onde não há mais diálogo e respeito do que viver em ma...

Saiba mais
Vamos falar sobre seu futuro?

Vamos falar sobre seu futuro?

Se você deseja se destacar e criar valor para sua marca e maior competência profissional, precisa co...

Saiba mais
Quando foi a última vez que você exerceu seu amor-próprio?

Quando foi a última vez que você exerceu seu amor-próprio?

Na busca desesperada de viver um grande amor nos perdemos e acabamos convivendo com máscaras, sem au...

Saiba mais