Artigos

Eles estavam muito tensos, com raiva e magoados e havia muita dificuldade de falar como realmente se sentiam. O tempo que estavam juntos eram só acusações. Não conseguiam se ouvir, dialogar e assumirem suas responsabilidades. Era mais fácil atribuírem culpa. Não expressavam suas reais necessidades e consequentemente, não eram atendidos no que precisavam. Os pedidos eram sempre exigências, não havia espaço respeitoso e a escuta era ineficiente. Eles estavam desistindo e diziam que não havia mais possibilidade de qualquer entendimento.

Você se identificou? Está vivenciando uma situação como essa ou conhece alguém?

Se sim, precisamos conversar sobre isso e você vai descobrir que pode e pode muito mais. Quero te convidar a olhar a situação sob diferentes perspectivas.

A foto é de @meditehoje_

Os artigos mais lidos

Como proteger os filhos na separacao do casamento?

Como proteger os filhos na separacao do casamento?

As crianças sofrem muito mais em um casamento onde não há mais diálogo e respeito do que viver em ma...

Saiba mais
Vamos falar sobre seu futuro?

Vamos falar sobre seu futuro?

Se você deseja se destacar e criar valor para sua marca e maior competência profissional, precisa co...

Saiba mais
Quando foi a última vez que você exerceu seu amor-próprio?

Quando foi a última vez que você exerceu seu amor-próprio?

Na busca desesperada de viver um grande amor nos perdemos e acabamos convivendo com máscaras, sem au...

Saiba mais